Jejum e emagrecimento

Em uma situação de jejum prolongado, o fígado precisará produzir glicose a partir de outros compostos, já que não teremos glicose disponível a partir dos carboidratos. Esse processo bioquímico é chamado de gliconeogênese.

Durante a gliconeogênese, um importante substrato (oxaloacetato) precisa ser utilizado. Esse substrato também faz parte de uma importante via metabólica, conhecida por ciclo de Krebs.

O ciclo de Krebs é a principal via metabólica com a finalidade de gerar energia, quando utilizamos oxigênio. Para iniciar esse ciclo, o oxaloacetato reage com outro substrato (Acetil-CoA).

Como a glicose está “ausente”, a reserva de gordura será direcionada para formar Acetil-CoA com a finalidade de gerar energia iniciando o ciclo de Krebs. No entanto, a gordura não é capaz de gerar o oxaloacetato.

Visto que o oxaloacetato está sendo direcionado para a gliconeogênese, o Acetil-CoA não poderá reagir para formar o citrato e iniciar o ciclo de Krebs, ou seja, existe um excedente de Acetil-CoA na circulação.

Nesse momento o nosso organismo precisa continuar funcionando e, para isso, precisa redirecionar o Acetil-CoA para outra função. Nas células do fígado, dentro da mitocôndria, o Acetil-CoA acumulado sofre ação de enzimas para a formação de corpos cetônicos.

Estes corpos cetônicos saem da mitocôndria e são lançados na corrente sanguínea, migrando para os tecidos neural (cérebro) e muscular que são consumidores dessas substâncias para a produção de energia.

A “fonte” principal de oxaloacetato é o carboidrato (glicose). Mas, se o indivíduo estiver em jejum e realizando exercício físico, a glicose não estará disponível para auxiliar na produção de oxaloacetato.

E aí, como fica? Se a glicose está escassa, “alguém” vai ter que ser convertido em oxaloacetato. O único substrato capaz de realizar essa função é a proteína.

Isto significa que, o aeróbio em jejum pode sim estimular a oxidação de gordura, mas, estimulará também a oxidação de proteína como um desvio de função para compensar a falta de carboidrato.

Consequentemente, caso o seu objetivo seja apenas reduzir gordura corporal e manter a massa magra, essa não é a melhor estratégia.

A bioquímica não é algo muito simples de ser explicado e exemplificado, mas, espero ter esclarecido algumas dúvidas quanto ao jejum e emagrecimento.

Boa semana e até a próxima segunda!

Caroline Pappiani Jejum e emagrecimento

Nutricionista. Doutora em Ciências. Professora Universitária.

One Comment

  1. Excelente , mais uma vez à ciência sendo reta e direta.

Comments are closed.